Faça parte da nossa comunidade. CADASTRE as suas ATIVIDADES GRÁTIS!
Na Smartkids você consegue classificar todas as suas atividades alinhadas à BNCC.

Dia Internacional da Música

Dia Internacional da Música

No dia 1 de outubro comemora-se o Dia Internacional da Música. Vamos aprender um pouco sobre a história desta arte.

Desde a antiguidade a música faz parte da vida das pessoas…

Apesar de não ser possível saber como se construíam os instrumentos na antiguidade, os historiadores encontraram obras de arte de povos antigos que retratam músicos e seus instrumentos, podendo assim conhecer um pouco de suas características.

No Egito Antigo , por exemplo, as pessoas batiam discos e paus uns contra os outros ao mesmo tempo em que cantavam. Também nesta civilização os sacerdotes treinavam coros para cantos de músicas cantadas em rituais. Os músicos da corte cantavam e tocavam vários tipos de harpa e instrumentos de sopro e percussão.

Na China Antiga acreditava-se que a música possuía poderes mágicos e que refletia a ordem do universo. Os músicos chineses tocavam cítara, várias espécies de flauta e instrumentos de percussão.

Grécia Antiga também tem tradição musical. Alguns filósofos construíram teorias musicais mais elaboradas do que qualquer outro povo da Antiguidade.

Na Roma Antiga , apesar de terem copiado muitas teoria e técnicas musicais gregas, também chegaram a inventar instrumentos novos como o trompete reto, que chamavam de tuba e o hydraulis, considerado o primeiro órgão de tubos.

Na Idade Média , com o predomínio da igreja católica, os cânticos faziam parte do culto cristão desde os primórdios do cristianismo. Foram desenvolvendo-se até tomar a forma de uma espécie de melodia chamada cantochão. Santo Ambrósio ajudou a elaborar uma série de regras para manter um estilo adequado ao canto de hinos sacros. A música que obedece a essas regras é chamada canto ambrosiano.

Renascença vem modificar todos os padrões de vida, inclusive da música e os compositores desejavam escrever música secular sem se preocupar com as práticas da Igreja. Sentiam-se atraídos pelas possibilidades da escrita polifônica, na qual cada voz podia ter sua própria linha melódica. Neste período a Itália se destaca com Giovanni Palestrina.

No período Barroco a música renascentista foi substituída e criou-se um estilo que dominou a Europa até aproximadamente 1750. O estilo era bem elaborado e com fortes aspectos emocionais que encaixava-se bem a enredos dramáticos. A ópera era a mais importante novidade em forma musical, seguida de perto pelo oratório. A música italiana barroca atingiu o auge com as obras de Antônio Vivaldi. Ainda neste período, no início do século XVIII, surgem dois grandes compositores: Bach e Haëndel. A família de Bach era composta por aproximadamente cinquenta músicos mais ele foi seu maior representante. Haëndel , compositor inglês, compôs peças musicais de vários gêneros.

No período Clássico os compositores achavam que a música deveria ter uma forma polida e galante, só desejavam expressar emoções de uma maneira refinada e educada. Os principais compositores daquela época foram: Joseph Haydn e Wolfgang Amadeus Mozart, ambos com uma obra vastíssima. Haydn compôs mais de 100 sinfonias, enquanto Mozart compôs mais de 600 peças.

Os compositores do Romantismo perceberam que a música poderia ser ainda mais fantasiosa e emocional. Muitos compositores importantes surgiram nesta época. Beethoven é um deles, além de Franz Schubert , fantástico compositor do início do romantismo e Carl Maria von Webwer , alemão que imprimiu o primeiro exemplo importante de espírito nacionalista à ópera.

Com as grandes mudanças do Século XX chegam também inovações na arte musical e nada mais seria como antes! A música deste século representa uma miscelânea de estilos e tendências. Dentre as tendências e técnicas de composição mais importantes da música do século XX encontram-se o Impressionismo , derivada da música romântica, mas que não segue padrões tão definidos. Os compositores mais famosos deste estilo de música foram Claude Debussy e Maurice Ravel.

A outra tendência do Século XX é o Neoclassicismo , estilo musical com muitas semelhanças com o período clássico, mas usa sons e instrumentos mais modernos. O mais famoso compositor deste estilo é Igor Stravinsky.

Para atividades sobre Música e Arte alinhadas à BNCC clique aqui!

Deixe uma resposta

Digite uma palavra-chave ou diretamente o código BNCC.

Utilizamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site e para personalizar anúncios. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.